Confusão de um Poeta

Tenho um amigo poeta
que não entendeu  a razão
a pegada gostosa, só foi gozação....
Mergulhou profundo
arrebentou meu mundo....
Viu tudo   imundo,
Confundiu  hora com segundo
O que será que acontece,
poetas ás vezes esquecem,
que as palavras envelhecem,
Também junto a elas o corpo e mente padecem
Pobre amigo esse meu,
confundiu  ilusão com aquilo que se perdeu,
Mesmo assim, o admiro
basta um simples suspiro
que novamente caio em seu retiro....
É   amigo poeta,
a  perfeição está no telhado,
não estampada em um  corpo malhado
Melhor forma de acreditar é rechaçar a idéia,
para buscar perfeição, resta apenas a incisão
Isso sim é ilusão, pois a felicdade está logo ali.....
Mora aqui mesmo, e tem medo de ti.....