Humildade

 " Humildade é qualidade , engrandece o homem sem vaidade, Não significa falta de ambição, o humilde tem compaixão, toca o mundo com o coração, Está desapegado de coisas fúteis, a vida caminha ao encontro de coisas úteis, Humildade é reconhecer os limites, fazer a aferição do que é bom ou ruim, ser humilde é ser assim, simplesmente olhar o mundo com noção de sim, nunca dizer não aos apelos da caridade, ser humilde é apregoar a verdade, O orgulho é o lado avesso da humildade, A visão racional do universo é capaz de criar lindos versos, O orgulhoso encara o mundo sob a ótica da hierarquia, sempre sobrepujando aos interesses da maioria, O orgulhoso, se envaidece da gestão passageira do poder, esquece que a vida é simplesmente um caminhar em união, o orgulhoso promove a disjunção, dissolução dos valores primordiais, ser orgulhoso é gerar lides sociais, O orgulhoso tem a visão individualista do afeto, encara o outro como desafeto , Não consegue doar, pois isso seria o mesmo que partilhar..Portanto, a humildade é apanágio dos grandes seres humanos, O humilde é exato, caminha sem qualquer plano,,O orgulhoso tem estratégias de conquistas, quer ser manchete e capa de revista,,O orgulhoso mitiga as doações sociais, enxerga os outros como simples rivais,,,Nessa vida, quero a humildade, pois ser humilde significa :eterna mocidade,,,,Não há envelhecimento para o humilde de coração,,,as rugas da face são meramente ilusão,,Pois o envelhecimento do espírito é a pior condição,,O humilde se perpetua , a vida parece que não passa, pois nada embaraça, A vida do humilde tem essa conotação: doar é a condição...

Bêbado

Bêbado" Bêbado das horas sem parada,
em busca de migalhas ofertadas,
enfrenta os óbices de uma vida desregrada,
Bêbado errante em seus caminhos,
descaminhos de sonhos perdidos,
Bêbado de ideais destemidos,
A rua é o abrigo de um corpo alcoolizado,
pedaços de sonho fragilizado,
Bêbado das andanças escondidas,
destemperança de vontades perseguidas,
Bêbado , sem morada certa,
incerta a alma, se joga ao chão ,
destino carvoeiro , ofuscada a visão,
Nebulosa a noção do mundo,
imundo , tempos caídos,
pois perquiridos por sonhos destemidos,
Nada assombra a realidade morta,
bêbado das ilusões tortas,
fora do quadrante , noção corcunda,
bêbado , realidade eufórica que circunda,
envolvente , atraente e imunda,
Bêbado de enfraquecidos desejos,
acinzentados por lampejos,
que não sustentam os ensejos,
pois , triste a fragilidade,
insana noção da realidade....

Outrora

Outrora" Outrora era, foi embora,
nada será como antes,
embora amantes da vida,
as coisas vividas , exalam, 
e embalam as lembranças retidas,
Outrora, era uma época que a alma encantava,
as palavras chegavam em noite enluarada,
o sol também, conduzia bem os letrais,
Outrora, tempos idos e não mais,
As sensações , adormecidas do passado,
alimentam desejos resguardados,
Outrora a felicidade gritava aos cantos,
tudo era magia e encanto,
Outrora, o brilho reluzente do amor ditava,
regras amenas , e o destino acreditava,
Outrora era um dia que não podia,
um momento que sumia,,,
uma felicidade que não sentia,
um agora que tardia....

Brevidade das Horas.

Brevidade das horas , 
correndo para o futuro e escoando agora,
O tempo é passante em instante,
experimento de coisas extravagantes,
Muitos acomodados em seus assentos,
outros, em desalentos, 
A vida ,é repleta de momentos,
O sabor que imprimimos é seu movimento,
Pessoas perdidas nos aposentos,
Outras buscando alento,
Algumas, nem sabem onde estão,
Assim caminha o ser humano,
ora aqui ora em outra dimensão,
Nossa mente vagueia, saqueia ,
Sentimento sofrido,
pois invertido os amores,
uns causam dores,
Outros, levam ao apogeu das flores,
Vida de fragmentos repartidos,
amores ressentidos,
Vida , também de toques verdadeiros,
canteiros de virtudes ,
vida de muitas vicissitudes,
Vida, repleta de emoções que a envolve,
vida das cenas que comovem,
Vida, de insanos e sanos mortais,
vida de arrepios marginais,
Vida de toques e retoques da alma,
vida corrida e calma,
Vida, como adoro viver ,
vida com você quero morrer,
Vida , por você quero lutar,
deixar as agruras arrefecer as dores impostas,
vida, abra a porta da felicidade,
minha alma impregnada se alegra,
A vida é uma orquestra ,
onde a harmonia do conjunto está em festa,
Valorizemos a vida,
Vida, maior bem ,
vida , te quero além,
desses simples contornos corporais,
vida , te vislumbro nos planos espirituais........

Rito Ordinário

Rito Ordinário" Rito longo e demorado,
melhor seria o abreviado,
salto de uma fase para outra,
só quando o fato é confessado,
Assim mesmo o juiz,
segue o rito preconizado,,
deixa o réu simplesmente, sem ser intimado,
Dependendo da questão,
o juiz pode julgar antecipadamente a lide,
Nesse caso é a omissão que decide,
Pois forma-se a convicção, 
que o autor tem razão..
Assim, caminha o processo,
um instrumento de retrocesso,
pois a jurisdição propriamente dita,
é o juiz quem exercita,
Autor quando renuncia ,
apenas a lide abrevia,
faz cessar a função especulativa judicial,
e o julgamento deixa de ser missão estatal.
As formas endoprocessuais de composição 
suscitam muita indagação,
Afinal, desloca-se o exercício da Jurisdição,
quem determina o destino dos autos,
é indubitavelmente o que autor da ação......

Café No Bule

Café no Bule" Tantas maneiras, rudimentares ,
exemplares de grãos diferenciados,
servido quente ou gelado,
Café, tradição de gostos refinados,
Café no bule, costume arraigado,
Café expresso, era do modernizado,
mas o café no bule é o coroado,
Café no bule, lembranças de seu sabor aromatizado,
Café graúdo, colhido e arado,
Café , riqueza de uma terra com chão cultivado,
Bebida de doces momentos e lembranças do passado,
Café no bule, prefiro esse jeitinho ultrapassado !!