Ana Paula

Hoje é aniversário de uma amiga especial,
o nome dela é Ana Paula, pessoa fenomenal,
A origem de seu nome é latina, ela tem um jeito meigo e olhar de menina,
Pela etimologia da palavra, significa justa, amável, pessoa agradável,
Amiga, de repente em uma ida a cafeteria, te vi sentada e eu em pé,
me chamou , aproximei e juntas tomamos um café,
À partir daí , o mundo começou a sorrir, tornamos amigas de muita fé,
Costureira prendada, dedicada ao ofício,
divulga seu dote , tem luz própria e muito feitiço,
Encanta as amigas, faz magia, é envolvente, quando fala, parece em comício,
Com destreza, vive correndo, tem habilidade manual,
agrada a todos , de forma textual,
Como é querida, além de mãe dedicada,ama a vida,
Imagino que, quando estudante de Direito, fazia o mundo ficar estrelado,
logrou êxito no curso de bacharelado,
Ama a família,Laura, Antônio e seu doce amado,
Gosta de pão de queijo e café bem gelado,
Deixa sempre um legado,
nos diz o quanto é gostosa a aula de bordado,
Seu talento para arte é visível,cria e recria o inventado,
Parece que vive correndo de um canto para outro lado,
Acredito ser nobre o seu reinado,
valoriza o passado, tem por costume cultuar o ignorado,
Conta suas histórias da terra natal,
relembra de amigos em tom magistral,
Sua vida resume em dedicação, tem alto astral,
tem até um bolg sobre costura, isso é sensacional,
muito me orgulha a nossa amizade,
sinto é és de coração puro com muita seriedade,
Feliz a sua casa , que abriga uma mulher , jovem de tenra idade,
pois mesmo que o tempo voe, nunca perderá seu espírito de mocidade,
Ana paula, continue assim, sorrindo para a vida e para a humanidade,
seu povoado é imenso, seu coração gigante, cabe sempre mais dentro de tanta bondade...






Lilian, amada

De repente surge em nosso Paraíso,
uma linda moça, com olhar indeciso,
Não sabia quem era as mulheres que circulavam com seus vestidos,
umas, com estampa, outras cetim, com detalhes despidos,
Mas Lilian se aproximou, encantou a todos com um sotaque divertido,
sua boca lançava um som agradável, seu papo irradiava simpatia em todos sentidos,
Mulher firme , elegante,com jeitinho extrovertido,
Lilian, sua etimologia significa pureza, grandeza de alma e amor repartido,
Está dividida, não sabe a quem ama mais, se os filhos ou seu querido marido,
Da mãe, sempre se emociona, pois quando está próxima, tudo parece adormecido,
Sua família é seu porto, sua força motriz e sua verdade,
ama a todos, com a mesma intensidade,
Quando fala no Gustavo, até os pássaros ressoam liberdade,
pois seu amor é infinito, não se mede a velocidade,
Se fosse possível a aferição, seria ilustrativo, pois a extensão vai além da capacidade,
Lilian, saiba que, muito valorizo a nossa amizade,
sinto sua sinceridade e sobriedade,
Aprendemos sua fala, amada, querida, mana, tanta diversidade!!!
Podemos até lançar um cordel, com rimas e outras raridades,
Muitas palavras engraçadas, mas recheadas de simplicidade,
pois a grandeza de sua alma,é raridade,
Lilian , minha amada, receba essa singela homenagem,
continue assim, essa mulher de coragem,
eu adoro seu gingado, sua fala e sua tiragem,
Improvisa alguns assuntos, fala-se de tudo, coisas úteis e bobagem
Lilian, café virou bebida atraente, revela magnitude e gosto de molecagem,
esperamos as mães chegarem, simbiose de amostragem,
cada amiga levando sua bagagem......

Monique, mulher dos Livros

Para essa jovem amiga, não há tempo e contra tempo,
sua dedicação é profunda, não há perda, nem lamento,
Desde a época de Faculdade, seu diferencial era notável,
abraçava os livros, de forma invejável,
Aluna dedicada, se lançava ao estudo,
perquiriçao profunda, seu repertório não era mudo,
Clareza de idéias, , seu mundo era falante, repudiava o obscuro
Franqueava seus interesses, expunha seu desejo com sons magistrais,
já nutria seu saber, com livros, doutrina e muito mais,
Se jogava na jurisprudência, buscava decifrar os conflitos dos Tribunais,
Monique, continue assim, dedicada, sua base bem sustentada,
saiba que és inteligente, iluminada, erga seu sustentáculo, não caia jamais,
Como professora, sempre acreditei em sua vontade ,de encontrar nos livros sinais,
de glória e triunfo, que a vida não negará, revelará em tons maiorais,
Na condição de amiga,unidas pelo café,
deposito em você , minha maior fé,
Estude dessa forma dedicada,
pois se não for promotora, serás magistrada.....

Lindona e Podereosa





Lindona , era uma dona,, que passava todos os dias perto de uma arredoma/Seu olhar morteiro, foi alvo certeiro/Desnudava a alma de muito beijoqueiro/Lindona era uma dona, que gostava de ficar expondo as partes pudendas, era tímida, mas franqueava suas fendas/Lindona era uma dona, casada e amava ser elogiada,mas lindona um dia ficou feia, a velhice chegou, seu semblante mudou, e uma dúvida restou" Quem sou????Moral da história: devemos cultivas os valores morais e espirituais, pois a hora que a beleza for embora, o que restará de nós??????



Poderosa era uma mulher, que culivava suas oferendas, aceitava prendas e exacerbava em seu charme, usava seu poder, sedutor, cativante e desbravador/Não tinha medo de nada, seu poder exalava , dos poros, de todos os lados,até um dia encontrar a decadência, pois o poder é efêmero, confunde nossa existência.Conclusão: poder é um estado passageiro, até um pouco brejeiro, pois quem dele se julga dono, acaba parando no formigueiro ....