escrito

Longe, Perto

Longe e Perto " Longe que se aproxima ,
Quantos ais sem sua presença,
A alma padece e o coração pensa,
Permissões negadas nessa estrada,
Ausência chorada em altas doses,
meu longe em forma de verso,
és o centro do universo,
Perto de um sonho iluminado,
clarão de carinhos bem trocados,
Meu tudo, minha prenda

Você é oferenda,,,,,,,,
Longe do meu corpo em desabrigo,
toques estremecidos ,
amores envaidecidos,
Meu longe tão perto dos sentidos,
Quantas agruras essa vida faz,
Meu longe está perto demais!!
Porque os limites territoriais?
Nada menos nada mais,,
Não posso sonhar aqui,
sozinha já sofri,,,
Tenho medo da noite que encobre os sonhos,
Lamúrias da vida em um rosto risonho,
Meu longe, bem perto de mim,
Nessa estrada sem saídas, bicas sem fim,
Longos trechos em declínio, me rimo em sua direção,
ès meu longe tão próximo,,,gotas orvalhadas de paixão,
Meu perto , deserto de amor sentido,
porque padeces em toques reprimidos?
nada mais tem valor,
O que espero desse amor?
Apenas a junção de nós,
a fusão da voz,
uníssona em um só grito,
Amor sem conflitos,
Meu risonho e colorido presente,
O que escrevo o corpo sente,
Minhas mãos dedilhando o alfabeto,
percorrendo todos os letrais,
Meu presente é bom demais!!!!!!

Ônibus destino a Bauru

Ônibus de grandes e reiteradas corridas, saudades do amor de minha vida, Sonhos emaranhados por nós dois, ausências inevitáveis, agora e depois, Ficamos repletos de ois, Cumprimentos esgotados da multidão, povoamos diferentes territórios, multiplicamos a vastidão , portanto, sozinhos na imensidão, Ônibus de disparadas corridas, percorrendo um estado altaneiro, ônibus de transeuntes aventureiros,
ressabiados pelas investidas da sorte, ônibus que percorre o sul e o norte, Espaço fechado de um povoado, todos aglomerados, em poltronas confortáveis, que sustentam corpos cansados, esgotados em busca das conquistas diárias, Ônibus de rodas perigosas, Onibus , saindo da capital, Encosta as rodas nas estradas , ônibus de curtas paradas, Dentro , um ser especial, com trajes de requinte social, Homem engenhoso, manhoso em busca do sucesso, Homem de ordem e progresso, Ônibus que circula em tons , nude e cru,ônibus com destino a Baurú..........

Ilha da Fantasia,,

Ei você que está em um ônibus,,,sinta-se abraçado, beijado nessa hora,,Ei você, que está indo embora, qualquer condução te leva, mas meu amor te carrega,,Ei você, que está difícil para acessar, basta acionar o botão, eis a opção,,,Ei você, que está longe mais perto,,a vida seria deserto , sem nossas doces ilusões,,,Ei você, melhor que automóveis nas vias
terrenas são aviões sem asas e penas,,Melho

r que sofrer nessa longa viagem é mudar seu trajeto,,Que tal retornar a seu afeto? Ei você, volte em minha direção,,venha a pé ou de avião,,Abandone seu destino agora,,Volte e vamos embora,,Sigamos juntos nessa estrada,,,qual a próxima parada? Acredito que vamos nos aportar,,em um pedaço de alegria,,Assim encontraremos a Ilha da Fantasia,,,,
escrito

Ilha da fantasia

Ei você que está em um ônibus,,,sinta-se abraçado, beijado nessa hora,,Ei você, que está indo embora, qualquer condução te leva, mas meu amor te carrega,,Ei você, que está difícil para acessar, basta acionar o botão, eis a opção,,,Ei você, que está longe mais perto,,a vida seria deserto , sem nossas doces ilusões,,,Ei você, melhor que automóveis nas vias
terrenas são aviões sem asas e penas,,Melho

r que sofrer nessa longa viagem é mudar seu trajeto,,Que tal retornar a seu afeto? Ei você, volte em minha direção,,venha a pé ou de avião,,Abandone seu destino agora,,Volte e vamos embora,,Sigamos juntos nessa estrada,,,qual a próxima parada? Acredito que vamos nos aportar,,em um pedaço de alegria,,Assim encontraremos a Ilha da Fantasia,,,,

Rotina

Rotina " Preciso de sua rotina, preciso saber onde está,
Preciso desfrutar de seu mundo, preciso ir além do olhar,
Quero enxergar sua vida, em doses atrevidas,
Quero participar de sua rotina,
isso aumenta a seretonina,,
Preciso conhecer seu espaço,
ainda que seja embaraço,
Preciso participar de sua rotina,
saber qual o sol que ilumina,
Qual pecado te fulmin

a,,
Preciso notar seus amigos,
participar dos perigos,
Careço de mais atenção,
assim, não dá não !!!!!!!!

Misterioso

Mistério"És o mistério da vida,
Amado em batidas de amor,
Face com rubor,
Os desejos mais loucos incita,
As mãos anseiam e o olhar fita,
Misterioso da noite paulista,
Encantos de versos sempre faço,
Embaraço de mil laços,
Misterioso em busca de abraço,
A reação de seu corpo, eu faço,

Sou fragmento de saudade em seu espaço,
És misteriosamente o homem que traço,
Seu jeito de andar é encanto no meu compasso,
Perdida saio em busca de seus mistérios ,
Seu semblante tem cor de anizes,,
Sua sombra está andando em Perdizes,,,
Mistério que assola a hora e o ponteiro,
Procuro-te na cidade em qualquer perdigueiro,
Misterioso, te busquei no mundo inteiro,
Encontro-te nas beiras dos varais mineiros,
Captando as reservas de uma mulher dengosa,
Alegrias em desbravar as luxúrias estilosas,
Misterioso, onde estás agora?
Porque somes e me deixa inglória,
Nada sei da vida sem você,
pouco importa o que vai fazer,,
Seu mistério percorre o meu mundo vazio,
sem te olhar meu corpo sente frio,
A solidão estabelece morada,
Misterioso, onde está sua parada?
escrito

Quantas Roupas,,

Quantas Roupas!! Quantas roupas que enfeitam,,quantos sonhos inventados,,seus vestidos de cetim,,suas blusas e bordados,,Quantos encantos contidos nas malhas que te encobre,,estampa no algodão,,,sensação de pele jovem,,Os anos vividos, em tons envelhecidos,,são palhas em cortes e tecidos,,,Suas vestes tem emoção,,seus sons viram zumbidos,,seu amor tem gosto de bal
a e seus beijos enlouquecidos,,,Suas roupas, jogadas de qualquer maneira,,,o olhar embrulhado em talhos de Costureira,,Quantas roupas espalhadas pelo chão,,emoção em estampas de chitão,,,,Nenhuma marca de passarela,,a roupa bem simplória , pintada de aquarela,,Quantos tecidos espalhados pelo quarto , Vejo a alegria de seus guardados, Quantas roupas que te vestem,,,investindo o corpo em beldade,,Melhor que a nudez, é a Sensualidade,,

Construção

Construção, definição poética " Construir é criar,,,fazer edificações...A edificação a que refiro é a reiterada ação do homem capaz de realizações materiais e intencionais,,Construir significa alterar o estado atual de tudo,,, Ao construir o homem imprime seu estado de espírito,,solidifica-o em bases ou sustenta-o em pilares,,,O homem, ao construir cria a visão r
acional da matéria e do espírito,,Pensamos que a construção apenas implica em edificações,,Ledo engano..A construção abrange também a modelação da alma...A busca incessante por melhorias espirituais, revela uma verdadeira construção da imagem,,Levamos a vida toda para formarmos a visão do mundo sobre nós...Tudo isso é fruto de um grande trajeto,,,uma longa estrada,,Não construímos de um dia para outro,,Levamos uma existência para essa nova modelagem,,Já a reforma, implica em alterações visuais naquilo que não está bom,,,Reforma traduz alteração, acomodação do objeto a sua finalidade,,A reforma é um processo mais fácil,,pois realizada em torno de algo já erguido,,,embora enfraquecido,,,Construir é formar uma imagem nova,,,Reformar é alterar a imagem,,sem destruição da essência pois intacta .Reformar significa alterar,,construir significa Levantar,,erguer,,sustentar,,,Portanto,, construímos sem reformas e reformamos sem formarmos um novo objeto,,,

Ler livros,

 " Ler livros representa ler histórias,,Ler histórias significa buscar a origem de todas as informações,,Ao perquirir a busca dessas informações nos tornamos seres melhores,,aptos a perceber que o mundo é feito e refeito de acontecimentos,,,coisas do passado nos servem para criarmos uma nova visão do mundo,,Temos a visão progressista do Universo mas estamos ligados a conceitos clássicos acer
ca de algumas virtudes: tais como, dignidade, ombridade, moralidade e sobretudo responsabilidade,,O homem, caminha em uma história,,,Com fases passadas e atuais,,,O ser deve encantar-se com a cultura remota, essa nos permite uma análise periférica da vida,nos conduzindo a pontos intrigantes dos conflitos da humanidade,,,Uma coisa é certa: Ler nos faz crescer..Ler nos torna espíritos evoluídos e prontos para qualquer dialético,,,A leitura é a forma de exercitar o cérebro, conduzindo-o a zonas não penetráveis,,,Comece a semana Lendo,,Fazendo ilações críticas dos fatos,,,refletindo sobre os atos da humanidade torna nosso ofício diário um prazer inenarrável,,A leitura aproxima o homem das reações textuais vividas e narradas pelos autores,,Ler é a manifestação de um ato de pura sintonia entre o leitor e o texto..Na vida não lemos apenas o que queremos,,Lemos o que enxergamos nas entrelinhas,,,,Lemos o que os olhos não são capazes de captar,,,Lemos com o CORAÇÃO !!!

Moscas


Moscas" Quantas moscas em sons zumbidos aqueciam os ouvidos,,Enlouquecidas imagens , várias roupagens,,Moscas casadas e seus maridos,,,Uma multidão de moscas voavam aquele cotidiano  sofrido,,,Moscas das plagas encaloradas de noites endiabradas,,Moscas e os rebolados,,,Moscas e seus gingados,,Moscas,,simplesmente , ambiente prejudicado...

Taxi

TAXI "'Do vento que me és passado em nada te esqueço ,
Mel que verte chorado saudades em teus braços amanheço,
Andamos pela cidade de taxi, a chuva que caía parecia rio,
Lágrima de onda salgada, oceano distante de frio.
Dos corpos ora apartados, houve simbiose gentil…
Afecto de olhos somados, multiplicados desvelos por mil.
Da mão invisível partida, manobra viajante de cais
Procuro teu sonho na av

enida, vejo teu rosto em murais.
Diga-me então se souberes, como viverei sem os seus,,…
Que partiram qual quimeras de inverno, amor-perfeito em adeus......
Gelo chuva nos olhos, esse adeus é até logo,pois desfeito…
Dias em tua memória que te guardo dentro do peito.
Ainda que não voltes mais á cama dos nossos segredos
Ficarei sentada no cais desenhando esperança nos dedos.
E podem o sol e a lua dizer-me despedida em dor…
Para mim és fragata, falua, eterna cantiga de amor.....
Te amo e te amarei,,meu eterno amor,,
Apenas o vento foi embora, mas continua essa dor,,
A saudade me abocanha,,lembro da minha façanha,
A chuva que batia no táxi, era a nossa barganha,,,,

Bateria,,

Bateria " Energias descarregadas,,,,linhas desalinhadas,,nada de luz no fundo,,,Deslizes de marchas engatadas,,,Carro sem partida,,,Beco sem saída,,,Nem uma reação na máquina,,Embates sem engates,,Ignição frustrada,,,Simplesmente: bateria descarregada..Complicada saída,,,Parada longa sem qualquer movimentação nos pneus...Escuridão,,breu,,,O carro estava sob o impacto do sistema fragilizado,,,,Bateria com poucos picos eletrizados,,Solução: chamar o serviço Especializado,,,,Mas, quanta careta,,,basta fazer a tal Chupeta..Como em passe de mágica, a questão foi resolvida: Carro novamente com partida....
oras atrás
…Não sei Se vou dormir Se vou fechar os olhos E sonhar contigo Ou abertos a pensar em ti E nas palavras doces Que te irei sussurrar Para que durmas melhor Não sei Mas se previsse que dormirias deleitoso Eu fecharia os meus olhos Suavemente Para que viesses célere Até meus sonhos Dos quais eu não quereria acordar jamais Mas eu sei Que te desejava comigo