escrito
escrito

cidadão

Cidadão " Conceituar cidadão do ponto de vista legal é algo memorável,
já está instados nos livros e tantos outros tratados,
O que é o cidadão do ponto de vista da Solidariedade?
se em tempo de paz é querido e de guerra haja piedade!
Ora, parte de um povoado ou uma coletividade?
Não, o cidadão é o amigo da própria noção de irmandade,
O cidadão tem direitos a uma cartilha infinita de felicidade
franqueando seu estado de cidadania , encontra a tal igualdade,
Mas , onde estão as cartilhas que ordenam a fraternidade?
Uns engolem aos outros nessa tal sociedade,
A língua é o benefício daqueles que acham saber da verdade,
Nessa ordem de comando , surge o cidadão arrogante,
pretende apregoar teorias nesse mundo gigante,
O que será das crianças na ciranda da vida?
Nada mais que esperanças de uma ilusão já perdida,
Girando em torno da terra, perde-se a noção de espaço,
mitigando objetivos de uma vida ,os ideais já escassos,
Nessa terra dos sonhos e das vontades contidas,
ser cidadão nada é que , estar de bem com a vida!!!

Vazio

Vazio " Como é difícil a definição de vazio. Seria um espaço esvaziado ? Um espaço vazado? Uma esfera de nada? O vazio é também sentimento de lacuna da alma, O vazio assume uma polissemia de significados. O vazio é a circunscrição oca, sem qualquer imagem em sua tradução. O vazio também é , sentimento de escassez de reações ,capazes de conduzir o homem ao futuro. O vazio gera a morbidez das ações, a morte aparente dos ideais, a insensatez dos anseios, pois mórbidos . O vazio é a situação de aniquilamento do homem, capaz de subtraí-lo de sua vida , arrancando-o de um propósito em busca da felicidade. O vazio pode levar a humanidade a falência de propostas sociais,fomentando a criação da visão individual da humanidade. O vazio pode revelar no homem um lado egoísta, pois congela as ações positivas em prol da coletividade. O vazio , afasta o homem do convívio esperado, pois o mesmo se sente hipossuficiente, ex-empreendedor de suas metas. O vazio é o ostracismo do eu, pois acostado em um mar de desilusão , o homem se trava, esbarrando na crítica pessoal que o emperra de prosperar. O vazio é o responsável pelas desavenças sociais, pois o homem furta-se de metas relevantes e prosta-se a si mesmo. O vazio mata a reação do homem ,colocando-o no arcabouço de seus anseios, O vazio é a noção negativa do espaço. O vazio é , indiscutivelmente, a carência de reações do homem, pois esse mesmo vazio é o responsável pelo escoamento das conquistas , plugando o homem a um arsenal de futilidades ! O vazio nada mais é que, o aspecto negativo da imagem!!!
1

Remuneração Professor


Remuneração do professor "Eis uma equação complicada, notas desenhadas, essa é a realidade da classe, mais que sacrificada, Nessa inversão de valores, eis uma profissão de louvores, tudo passa antes , nas mãos dos professores! Salário de fome e miséria, cratera de uma realidade mendaz, ser professor? Ilusão que ficou lá atrás, A remuneração que se espera, é quimera, parece utopia que um dia se espera! Deveria ser diferente, eis que são mentores na formação de castas, empreendedores diligentes! Nesse descompasso de metas, eis a grande satisfação, os professores são provedores de formação, Ao trabalho braçal,atribuo grande serventia, pois são criadores de ilusão que se cria, Aos intelectualizadas, eis um simples recado, tudo foi fruto, de um ser dedicado, Antes , um destino inocente,magistério como proposta decente, e ao longo do trajeto, surge um desafeto: Remuneração sem Bases de Teto. Ora, quanta fala destilada, sempre as avessas do que chamamos de Contos de Fada...Professor , eis a grande satisfação, os alunos são tesouros que encantam a Instituição, Sejamos firmes nos ensaios da vida, melhor que remuneração adequada, é Amor sem medidas!! Brindemos a dedicação ao labor magisterial, ser professor? Algo sensacional!!!

Alimentos


Alimentos" Ao definir alimentos, uma situação interessante, matéria necessária , para uma subsistência extravagante, O que a lei procura limitar, é difícil equacionar, nessa luta de opostos, há uma observação salutar, os alimentos , podem assumir feição cautelar, Ora, exegeta renovador , isso era possível , antes da Tutela antecipada, agora com essa roupagem , perde-se a matéria tutelada, Muda-se a natureza da ação, tudo não passa de mero objeto de especulação., Afinal, meu caro legislador processual, eis uma interrogação de ordem procedimental, Como executar , se tudo não passou de uma ação de natureza mandamental? Manter a natureza dual é solução razoável, ao invés de fase de cumprimento , outro aspecto é questionável, nada mais correto, que a ação de execução manejável, Não há como negar , o cunho de ordem protetiva, na ação de alimentos , basta novas expectativas, Pedir a reparação por todos os gastos processuais, tem um nome bem diferente, eis que surgem as Provisões Ad litem, em uma nova vertente, Nesse vai e vêm das horas, a demora é razoável, quanto mais morosidade , maior a possibilidade de dano irreparável!!!