Ledo Engano

Quando li seu verso,
aprofundei em seu reverso
Ledo o seu engano,
de achar que não te amo
Minha vastidão de sentimento
não foi feita para meu momento
nem sempre o que escrevo,serve para meu alento
Crio situações hipotéticas,
isso é ínsito a pessoa poética
minha inspiração  está sobrepujando
essa feia estética...
Pode aparecer que não, mas é sempre sim
quando declamo meu amor ele tem meio e fim
O início já está agregado
está dentro de mim
O meio é o caminho
para atingir o meu sim
O fim  nunca será o final
ele apenas serve para chancelar o casual
O fim é meu destinatário
É você, meu belo cenário
rechace a idéia,
não  há outro nesse plenário
A sessão não é solene,
é prática e informal,
gosto de você, és belo e sensual...
Assim, estou articulando minha vida meu plano
és você  meu doce cigano...
Não  pense que não te quero
trata-se de um ledo engano.....