Telefonema de um pai

loadingO telefone tocou
repetiu o chamado,
o coração vibrou
Do outro lado, alguém perguntou
Aonde estás menina?
Disse que estava em  Campinas,
Uma indagação surgiu:
fazendo o que, com  chuva forte e neblina ?
Questionou demais, me deixou  fera ferina
Mas era meu pai ,  alterado com essa doce menina
Assim , meu ofício foi concretizado
ao sair , perdi naquele grande aglomerado
Mas cheguei feliz....
o ato foi consumado....
Meu terno pai, ficou aliviado
Voltei para casa, retomei meu reinado
Assumi minha condição, cai no mundo agitado
Vibrei por ter chegado, corri para abraçar aquele pai
extremamente preocupado...