Saudades

A saudade cria uma distância
Introduz em nosso coração muita esperança
De um dia reviver, aquela delícia da infância
Saudade de ser criança, usar a inocência para  resgatar
Valores perdidos,  como um baú no fundo do mar
Saudade  de minha idade inocente
Que de tanto susto,  gritava quando perdia um dente
Como tenho vontade de me reportar ao passado
Lembro  de minha avó, que fazia doce delicado
Grande confeiteira, fazia bolo e bordado
Saudade de minha tia
Que com sua voz macia
Se punha a aconselhar
Passava o tempo rezando e  tinha muita história para contar
Saudade de Itamarandiba, terrinha boa de passear
Assim vou vivendo
Com saudades de tudo, até de meu  jeito de andar
O tempo passa e as coisas perdem um pouco seu lugar
Assumem rumos,  que devemos nos colocar
Mas as lembranças antigas não param de chegar
Como é bom sentir saudades, isso  nos faz remoçar
Energiza nossa vida e nos deixa no ar
Flutuando em pensamentos, gostosos de saborear.