Medo

O medo corrói a alma
Ao invés de trazer tranquilidade
Enfraquece a calma
Sentimento que destrói a mente
Nos deixa confuso e  mata  discretamente
Acaba afogando nossa simpatia
Nos angustia
Gostaria de suprimir esse tormento
Ficar no acalento
De tantas outras melodias
Como é  destrutivo esse medo
Ao invés de nos atirar para vida
Nos esconde no beco
O medo é o avesso da ousadia
Ele está para a vida
assim como a noite para o dia
O medo impede o amar sem  fronteira
Escraviza sua ternura e te  dá rasteira
O pior medo que existe
É o medo de amar de poucas maneiras
O importante é o doar
Se entregar para a sorte
Não ter medo do azar
Viver,  sem medo da morte