Exclusão

Me excluiu de seus amigos, fugiu da vida e dos perigos
me jogou para escanteio, não estou no centro nem no meio
Jogastes ilusão em mim, tirastes e fim,
agora, vivo em devaneios, saindo, chegando, sem almejar um sim,
Meu espaço está fechado, não há nenhuma abertura,armadura,
Não sei bem atribuir um nome, retirou, jogou ,isso me consome
A exclusão foi de essência, esvaziou, arrebatou, doença
Não sei se és um ser normal, passional, ou marginal
vive o prelúdio do dia,a noite não te propicia
Seu resguardo é um mistério, chama, inflama depois nada de etéreo
Sua exclusão é confusa, machuca, atinge todos os hemisférios,
Porque retirastes, onde me jogastes?
Sou um ser sem vida, perdida, nunca me incomodastes.
Acredito que assim é sua maneira, atrai, depois da rasteira
Nunca mudará seu perfil, intriga, nunca se viu
Mas um extrato eu subtrai, sua exclusão me fez refletir,
melhor assim, se continuasse, seria fulminar meu existir