Conversando com a Loucura

A loucura me convidou para uma prosa,
tudo fluiu, saiu , foi realmente proveitosa,
Nela estava você, lindo, iluminado, porém, decepcionado,
Uma voz do outro lado, gritava, questionava: onde você estava?
Te encontrei no mesmo lugar, quieto a poetar, lindos argumentos destilava,
Nada de convencer, nem precisava, entre nós não existia mais nada,
Então perguntei a loucura: onde foi aquela paixão avassaladora?
Ela me respondeu: virou bruxa voadora..
E uma voz na no fundo inundou o mundo: o culpado foi o medo,
preferiu romper o elo, criou um vazio , entre o arrepio e o castelo,
A mente humana vagueia, mas oportunidades escapam ao nosso olhar,
Imaginei encontrar um homem maduro, certo, e pude me questionar,
Nada de elegante, extravagante seu caminhar,
caminha sozinho, conhece a todos e não pode amar,
Quando se põe no universo material, se sente um peixe no fundo do mar,
Então preferi encerrar essa conversa, a loucura se despediu e disse: volte
a sua normalidade , esse amor nunca existiu..............................