Amante da Madrugada

És  o amante da madrugada
deliciosa sua caminhada
Inicia  sua  busca, logo na  calada
Começo da procura
És calma sua doçura
 Amor  candente
sua busca cai docemente
Amante de coisas invertidas
sóbrias suas investidas
desnude seu pudor
entre nos becos e avenidas
A procura de seu amor
Esgote suas energias,
amanhã  é  outro dia
vá  novamente  ao encontro de sua sintonia
Mulher perigosa no amor, 
fatal e sem  pudor
Tudo isso na escuridão 
da noite e da imensidão
vasto seu universo
Quanta retórica e  quanto verso
Fique submerso 
afogue  sua amargura
Amante de ternura
é longa sua caminhada
Vá em disparate, não deixe amanhecer
a noite tende a acontecer
Chegue ainda na fase escura
Como é gostosa sua procura....