Ajustes

Muitos ajustes terei de fazer,
irei conviver com sua ausência,
isso é decisão, que aos poucos fui perceber,
Não há perspectivas de um único encontro, de nada adianta o ponto, se não pode querer,
Seu medo foi óbice, meu pudor, um verdadeiro inibidor, de meus delírios , do saber,
Que um dia tudo seria lindo, iria dessa bebida novamente degustar, te perceber,
A solidão me abateu, meu suspiro enfraqueceu, pois a razão excedeu, e hoje, não posso ceder,
A seus encantos, seu olhar tem grande profusão, portanto , ajustei meu ser,
coloquei a lógica acima da estatística, o espelho quebrei, nada de me convencer,
talvez eu volte atrás, estou vulnerável a seu amor,
quis demais, enviei lindas mensagens, sua ausência causou dor,
Se bebemorar desse momento, a dor irá persistir, virá o desejo de novamente sentir, estertor,
porém meu amor, nesse instante, estou fragilizada, sonhei muito e fiquei acordada,
sua figura desaparece aos finais de semana, durante, não me chama, poucas cutucadas,
meus ajustes tem parafusos frouxos, sem sustentação, nem nada,
mas procurarei ser bem controlada, a vontade louca de você, está guardada..