Temor

Temo por temer demais,
o medo satisfaz ,
as angústias vorazes,
de almas incapazes,
de doar plenamente,
de amar sem fronteiras,
O amor não é receoso,
portanto bonito e corajoso
Quem ama quer mais,
vive reiteradas situações
se enquadra em diversões,
Viver ao talante do medo, 
é sufocar segredos,
algemar ilusões,
e sobretudo sepultar reações,
Quem vive temeroso da vida,
não sabe as medidas da felicidade,
se acanha diante de pequenas verdades,
esconde seus sonhos , oculta belezas,
beberando-se de incertezas,
e afoga-se em impurezas,