Epitácio, exemplo de vida

Eis um pai especial
Mais que um presente de natal
Marfim ou cristal
Nada mais que um ser fenomenal,
Quando criança, dele tinha medo
Homem de muito segredo
Destemido e corajoso
Homem de muito amor
Na profissão, era promotor
Homem que veio do norte
Para aqui tentar a sorte
Uma turca conheceu e o enlace,aconteceu
No exercício da profissão
Utilizou a justiça, como guia de perfeição
Sua postura invejável
Seu saber , era  notável
Seu ofício ministerial
Foi exercido plenamente
Lançava no meio jurídico
Sempre boa semente
Não cedia a política e corrupção
Sua imparcialidade, era um dogma
Que assegurava o exercício  da ação
Quando amigo ou suspeito, sempre dava um jeito
De solicitar a intervenção, de outro promotor no feito
Lembro de meu pai
Nada parecido com os atuais
Sua missão no ofício, era igualar os desiguais
Nos dias modernos tudo é diferente
Tem  promotor , que não liga para o destino da gente
O pobre desamparado, por ele foi acolhido
A justiça existia, para o bom e o bandido
Hoje, o larápio está  solto, e o homem justo, esquecido
Como faz bem recordar, desse homem exemplar
Tinha um perfil ilibado e soube a igualdade aplicar
Ainda tem a mesma postura
Como cidadão , tem lisura
Aqui vou terminando
Como se fosse um prefácio
O nome dele sempre será, Dr..Epitácio