Sangue

Sangue  vermelho , cor da paixão,
Sedentos lábios  em  busca  de emoção,
Sangue,    aroeiras   da imaginação
Porque   forte  o sangue  destilado,
em forma  de emoção  capsulado,
canteiro  com   simetria  de  cor,
Bem  pudera  ser colorimetria,
estudo  das cores  em  alegria,
Mas a cor  que  saia  era  a cor  do amor,
Sangue  , das  vivas  reações  celulares,
exemplares  de  uma  mulher  e  seu  pudor,,,
Sangue ,  colocando  o corpo  em  resguardo
atenuando   o  rubor   mergulhado,
Pois  a dor  acomodada , era  retrato  do pecado,
Sangue,  porque  enfraquecida  a  fúria  do  alado,
coração  especialmente  encantado,,,
Sangue ,  vermelho  fogo flamejante
ao talante  de  dois  seres  apaixonados,,,,,