Mulher Rampeira( feito a pedido de Joaquim Costa)

"Hilário, uma moça sem sorte, aqui veio tentar a morte, muito engraçado seu porte, atitude brejeira, mulher rampeira, Matou algumas amigas, bem sabe o favor que fez, Mulher de uma vulgaridade , não sabe falar inglês nem francês. Que atitude baranga, mulher da cor de pitanga, comportamento tacanho, gestos e linguajar muito estranho, Mulher esquisita demais, se julga acima dos mortais, não passa de mera caipira, com trajes sociais, Ridícula essa perua tem cara de meia lua, Quem pensas que és nem parece mulher. Sei jeito tosco , palavras vulgares, sembalnte de maus ares, destila injurias , péssimo seus exemplares, Tenho compaixão dessa criatura, pensa estar no meio social , mas, rechaçada etc e tal, Um dia vai cair do cavalo, pois seu amor não passa de um vassalo, Mulher, caia na realidade de uma vez, pensa que casou-se com um rei, mas esse sujeito eu nem sei ....