Contos

Contos " Parece contos e magia,
nossa história de amor contagia,
Intrigante como João e Maria,
Todos sabem que a bruxa existia,
Mas, onde esteve a bruxaria?
Assim segue os contos da Vida,
enredos e coisas que principiam,
Reinos de sonhos azulados,
reações de um corpo enebriado,
Perfumes em ambiente aromatizado,
Sensações andantes de um passado,
Que se faz presente e dá o recado,
Nossos contos são verdades e postulados,
Existem além de um simples emaranhado,
São sonhos de rosas com espinhos dourados,
Sonhos de amor, com príncipe encantado,
Pois a solidão assola a vida, tudo emaranhado,
Vivo sonhando, mais estou acordada,,
sigo o trajeto buscando a estrada,,
Preciso do sonho para continuar vivendo,
sem ele , estou padecendo.
Quero meu conto contar a toda humanidade,
deflagrando a vaidade de uma saudade,,,
Não suporto seguir pelas trilhas da solidão,
Eis-me aqui em seus braços , meu nome é Paixão,
Despeço do mundo e tudo em vão,
Prefiro as batidas de um só coração,,
Ele sustenta e alimenta a visão,
Você é o conto de um mundo estrelado,
Céu radiante com luzes mesclando o acinzentado,
Meu amor , és a razão do meu doce viver,,
Mesmo sendo um conto ,,adoro te descrever..
Mora aonde nem eu sei chegar,,
mas é certa a beleza que emana do olhar,
Meu amor, de contos reais,
prefiro desaguar nas beiras de seus sinais,
Franqueando a emoção sigo o caminho,
busco te encontrar , de preferência sozinho,,
Você é o mais lindo enredo,,
sem você, o som fica mudo ,
as notas não são musicais,
Não suportarei sua ausência,,
em outros Carnavais,,,,,,,,